Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

História do Astros

Publicado: Segunda, 28 de Mai de 2018, 15h49 | Última atualização em Segunda, 28 de Mai de 2018, 15h49 | Acessos: 7427
  • A AVIBRAS é uma empresa que pertence à indústria de defesa nacional e produzia sistemas de foguetes de sondagem e armas para a indústria bélica. Desenvolvia àquela época o Sistema ASTROS, que, financiado por Saddam Hussein, foi produzido em série a partir do ano de 1983 e entregue ao Iraque, tendo sido amplamente utilizado na guerra com seu vizinho Irã.

    Posteriormente, na década de 1990, o Sistema ASTROS foi utilizado na Primeira Guerra do Golfo, sendo uma das armas iraquianas mais temidas pela coalização liderada pelos estadunidenses e por isso considerado alvo de alta prioridade.


Sistema ASTROS iraquiano empregado na 1ª Guerra do Golfo

 

O Brasil caminha para ser uma importante Nação, com projeção cada vez maior no contexto  internacional, seja pela força de sua economia, com fulcro nas dimensões de seu território e na grandeza de suas riquezas, seja por sua natural liderança regional no continente sul-americano. Essas características impõem ao Brasil ter Forças Armadas estruturadas, equipadas, treinadas, adestradas, com grande poder de fogo, alcance e letalidade que lhe possibilitem respaldo as suas decisões soberanas nos foros internacionais.

No Processo de Transformação em desenvolvimento no Exército, foram elencadas onze novas capacidades,  destacando-se a dissuasão extrarregional. Das várias estratégias para atingir essa capacidade, ressalta-se a que estabelece que a F Ter (Força Terrestre) possua um sistema de apoio de fogo de longo alcance e com elevada precisão.

Para atender a essa estratégia, o Comandante do Exército determinou a elaboração do Programa Estratégico ASTROS 2020, a fim de dotar a F Ter de meios capazes de prestar um apoio de fogo de longo alcance, com elevada precisão e letalidade.

Com início no ano de 2012 e previsão de término em 2023, o Programa ASTROS 2020 contempla, em seu escopo, projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D), de aquisição e de modernização de viaturas do Sistema ASTROS e de construções de instalações de organizações militares.

O ASTROS 2020 é um sistema multicalibre, com alta mobilidade e capaz de lançar foguetes à longa distância, concebido como sistema de armas estratégico com grande poder de dissuasão. Atualmente o Exército Brasileiro possui a sua disposição para lançamento pelo Sistema ASTROS 2020 os foguetes SS-30, SS-40, SS-60 e SS-80, que permitem saturar com suas submunições, grandes áreas a uma distância que varia de 10 a 90 quilômetros ao nível do mar, de acordo com as tabelas de tiro do material. Conta ainda com o foguete de treinamento SS-09-TS, um foguete de sinalização que barateia o treinamento das guarnições ASTROS durante a realizações de exercícios como, por exemplo, escolas   de

fogo.

Além das armas apresentadas, encontram-se em desenvolvimento pela AVIBRAS, dentro do Programa Estratégico ASTROS 2020, o Foguete SS-40 Guiado, cuja capacidade de guiamento visa reduzir pela metade o CEP 

Veículos componentes do Sistema ASTROS 2020

Na área de P&D encontram-se os projetos de desenvolvimento do Míssil Tático de Cruzeiro (MTC) e do Foguete Guiado SS-40G, ambos contratados junto à empresa AVIBRAS e executados em parceria com o Exército Brasileiro (EB), bem como o Sistema Integrado de Simulação ASTROS (SIS-ASTROS), desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O projeto de aquisições de novas viaturas do Sistema ASTROS objetiva a compra de viaturas, na versão MK-6, sendo que algumas já se encontram em operação. O projeto de modernização contempla as viaturas ASTROS das versões MK-2 e MK-3 do 6º Grupo de Mísseis e Foguetes (6º GMF) e visa colocá-las no mesmo patamar de funcionalidade e operacionalidade das viaturas MK-6

Na área da construção civil, o programa contempla a construção do Forte Santa Bárbara, situado na cidade de Formosa/GO, o qual irá centralizar todas as Organizações Militares relacionadas ao emprego de mísseis e foguetes do Exército Brasileiro. O CI Art Msl Fgt e o Centro de Logística de Mísseis e Foguetes já estão em pleno funcionamento.

O Programa Estratégico ASTROS 2020, além de ser indutor de transformação do Exército Brasileiro, participa do desenvolvimento nacional, na medida em que, alinhado com a Política Nacional de Defesa e com a Estratégia Nacional de Defesa, proporciona o fomento da Base Industrial de Defesa, possibilita a geração de mais de 7.000 empregos diretos e indiretos nas áreas de ciência, tecnologia e construção civil, além de inserir o meio acadêmico nos assuntos de defesa.

Fim do conteúdo da página